Data : 14/09/2015

Dados sujeitos a alteração sem aviso prévio.

O conteúdo deste material on-line não expressa, necessariamente, a nossa opinião.

Reportar erro

Visita do Bispo Diocesano ao APC

PASTORAL CARCERÁRIA

bisporetiroNo sábado, 12 de setembro de 2015, às 11h, Dom José Carlos de Souza Campos, bispo diocesano de Divinópolis, visitou o Centro de Atendimento à Pessoa Presa, o APC (“Apoio à Pastoral Carcerária”), no Bairro Nossa Senhora da Paz (“Farofa”), no Município de São Joaquim de Bicas. A visita fez parte da “visita pastoral” à Paróquia de São Joaquim, no referido Município. Dom José Carlos era acompanhado pelo pároco, Padre Amarildo José de Melo, e dois seminaristas. Da parte do APC estavam presentes: frater Henrique, Sr. José Paz, Gisele (a dedicada e eficiente secretária do APC), José Alexandre e o advogado nosso, Dr. Arlei. Também contamos com a presença do Frater Theodoro Adams, superior regional da Congregação dos Fráteres no Brasil e de Frater Damasus Dobat, da comunidade de Belo Horizonte.

Tivemos um encontro informal, caracterizado pela espontaneidade e liberdade de expressão. Foi exposto o projeto do trabalho pastoral junto à população prisional das Unidades de São Joaquim de Bicas (Penitenciária “Professor Jason Soares Albergaria” e os Presídios Bicas I e Bicas II). Comentamos amplamente os avanços nesses seis anos de atuação, mas também discutimos, em profundidade, os múltiplos desafios. Dom José Carlos deu três sugestões: 1)- Que seja organizado, anualmente, um Encontro diocesano de todos os integrantes da pastoral carcerária que, de uma ou outra forma, atuam em unidades prisionais no território da diocese; 2)- Que seja elaborado um ‘folder’ para que o trabalho junto aos homens e mulheres presos possa ser divulgado e melhor conhecido nas comunidades eclesiais da diocese; 3)- Que sejam enviados à Diocese pequenos projetos de co-financiamento — diretamente ligados ao trabalho dos integrantes da Pastoral Carcerária — tendo em vista a evangelização e ressocialização das pessoas privadas de sua liberdade.bispo2

Experimentamos hoje que o Bispo é um verdadeiro pai dos fiéis lhe confiados na sua Igreja Particular. E, de nossa parte, sentimo-nos unidos ao Pastor diocesano “como a Igreja a Jesus Cristo e Jesus Cristo ao Pai, para que todas as coisas se harmonizem pela unidade e redundem para a glória de Deus”, nas palavras de Santo Inácio de Antioquia (c.50-107), na sua Carta aos Efésios.

Concluímos nossa proveitosa reunião com uma oração na capela do C-4, rezando o “Pai-Nosso do Presidiário”, finalizando-a com a bênção do bispo. Em seguida, visitamos o secretariado do APC, onde foi dada uma explicação mais detalhada de como são feitas as visitas semanais ao Presídio e apreciamos alguns trabalhos de artesanato de presos das respectivas unidades prisionais.

frater Henrique Cristiano José Matos, cmm

Deixe uma Resposta

*

captcha *